Empoderamento das comunidades locais: Combatendo comércio ilegal da madeira no Corredor Muanza-Inhaminga

by Janado Nazaré Cher

Os distritos de Muanza e Cheringoma na província de Sofala, são considerados um corredor florestal, que actualmente vem sofrendo ameaças devido a prática de actividades insustentáveis, como agricultura itinerante, exploração ilegal de produtos florestais, queimadas descontroladas, entre outros aspectos. 

Algumas partes destas áreas encontram-se entre o Parque Nacional da Gorongosa e a Coutada 12   e são estratégicas para assegurar a conservação e conectividade entre as duas áreas. Neste âmbito, foram criadas os Comités de Gestão de Recursos Naturais a nível das comunidades na Zona de  Desenvolvimento Sustentável que circunda o Parque Nacional da Gorongosa e em outros pontos da Província de Sofala, para apoiar no controlo e gestão sustentável de florestas e seus produtos, através de inventários e sistemas de rastreamento de recursos florestais.

Como forma de fortalecimento das capacidades das comunidades locais, para participarem de forma activa na gestão integrada da paisagem, através de desenho e implementação de plano de maneio florestal que envolva os principais intervenientes, o Parque Nacional da Gorongosa, através do sector de Relações Comunitárias, realizou uma formação nas seguintes matérias:

– Inventário florestal; 

– Avaliação dos usos actuais dos recursos florestais; 

– Direitos de posse de terra pelas comunidades locais;

– Maneio florestal sustentável na paisagem do Corredor Muanza-Inhaminga.

Esta formação contou com a participação  dos membros dos Comités de Gestão dos Recursos Naturais das comunidades de Nguinha, Nhantaza e Nhazurure, do distrito de Muanza. 

A formação foi antecedida por uma reunião coordenada com os Representantes do Governo do distrito de Muanza e que tinha como base a divulgação dos resultados do projecto ”Empoderamento das comunidades locais: Combatendo comércio ilegal da madeira no Corredor Muanza-Inhaminga”, financiado pelo Fundo das Nações Unidas para Agricultura (FAO), que tem como objectivo desenvolver abordagens inovadoras para a criação de benefícios comunitários através  das florestas sustentáveis existentes nestas áreas. 

Leave a Reply

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: